O Longo e Tortuoso Caminho ( X-Wing Segunda Edição)

Com a aproximação da chegada do X-Wing Segunda Edição no Brasil (lá fora já está rolando desde 13 de Setembro) vale uma geral do que é a segunda edição.

Em Maio deste ano a Fantasy Flight Games (dona e desenvolvedora do jogo) anunciou a segunda edição do aclamado mundialmente X-Wing Miniature Game. Para quem não conhece é um jogo de combate espacial com miniaturas de naves do universo Star Wars. Devido a sua “complexidade simples” nas regras, o tempo relativamente reduzido e a qualidade das miniaturas, o jogo logo tornou-se um sucesso mundial, estourando aqui no Brasil com sua chegada pela Galápagos jogos em 2015, gerando uma série de eventos competitivos e uma comunidade grande, unida e extremamente amigável!

Alguns anos de desenvolvimento e experiência com o jogo mostraram à FFG que haviam algumas coisas que deveriam ser mudadas e que, infelizmente, o jogo no formato que estava não comportaria essas mudanças, então tomaram a importante decisão de criar a Segunda Edição (carinhosamente conhecido como 2.0 pelos jogadores). Com isso, vieram mudanças nas regras básicas desde a formação do esquadrão até as ações e movimento disponíveis para cada nave.

Mas isso significaria que tudo que o jogador da Primeira Edição sabia e, talvez mais importante, tinha ia para o lixo (ou os jogos com os amigos nos dias chuvosos)? Não, o lançamento do jogo vem com a caixa básica (necessária para novatos e veteranos pelo baralho de dano e gabaritos de manobra diferentes) e os kits de conversão de cada Facção. Assim os jogadores veteranos podem usar sua coleção acumulada durante anos nessa nova roupagem do jogo.

Mas, e os novatos? Precisam comprar naves da primeira edição para jogar? Claro que não! Cada facção recebeu duas naves relançadas para a segunda edição junto com o lançamento, além de mais uma expansão de cada Facção. Rebeldes receberam a Expansão X-Wing (que também vem uma delas com piloto diferentes na caixa básica e agora as asas abrem e fecham) a Y-Wing e a expansão já lançada (inclusive no Brasil) Renegados de Saw (que contém uma X-Wing e uma U-Wing e tem cartas das duas edições). O Império recebeu a Tie Fighter (que vem duas delas na caixa básica com pilotos diferentes), a Tie Advanced (do temido Darth Vader) e a Tie Reaper (que também é mista das duas edições e já havia sido lançada por aqui). A Escória e Vilania recebeu a Firespray (nave do mais temido Caçador de Recompensas da Galáxia, Boba Fett), a Fang Fighter (nave dos mandalorianos de Rebels que agora move as asas) e a Millennium Falcon do Lando (do filme Han Solo: Uma história Star Wars, e primeira nave inédita lançada exclusivamente para a segunda edição).

Embora não seja a frota de naves disponíveis na primeira edição (e kits de conversão), são mais que o suficiente para os novatos entrarem com tudo no jogo. O jogo competitivo também terá muitas mudanças com formatos alternativos e torneios de níveis variados com premiações fantásticas.

Em breve esperamos ver nas prateleiras do Brasil todas as naves da Segunda Edição com cartas e manual em português, com suporte para cada vez mais torneios em diversas localidades do  pais! Então seja você um velho de guerra ou um piloto novato esse é o melhor momento para se embrenhar nesse jogo maravilhoso que cresce a cada dia!

Deixe uma resposta