Rápida e Mortal

A X-Wing T-70 é, sem dúvida, uma nave versátil (embora não possa fazer tudo). Quando a Resistência necessita um ataque cirúrgico contra um alvo sensível da Primeira Ordem ou algum ataque “raivoso”, eles se direcionam para uma nave que possa competir – e, as vezes, superar – a incrível velocidade das TIE Fighters. Em breve, os jogadores de nosso querido jogo poderão acrescentar a força da RZ-2 A-Wing em suas listas.

A sucessora de uma nave que se destacou durante as Batalhas de Endor, a RZ-2 A-Wing incorpora várias melhorias testadas em campo, mantendo a incrível velocidade de seu predecessor além de apresentar significantes melhorias. Será possível acrescentá-la em esquadrões da Resistência com seu kit de expansão (juntamente com outras duas) até o final de 2018 (de acordo com a FFG).

Este pacote contém tudo que será necessário para incorporar esta nave em seu esquadrão. A belíssima (e muito bem detalhada) miniatura pode ser utilizada com um de seus seis pilotos – incluindo quatro únicos. Além disso, cinco cartas de melhoria auxiliam a customização. Para fechar, teremos duas “Quick Build Cards” com construções definidas, permitindo que a nave já participe de suas listas imediatamente. Para finalizar, um disco de manobras e uma coleção de tokens garantem que você tenha tudo para combater a primeira ordem.

Precisão Refinada

Apesar de seu grande benefício para a rebelião nos últimos dias da Guerra Civil Galáctica, a RZ-1 A-Wing não era perfeita. Seus controles sensíveis e elevada capacidade de manobra eram um desafio significativo para os pilotos inexperientes, gerando constantes avarias. Décadas mais tarde, entretanto, modificações de campo foram padronizadas no design da RZ-2 A-Wing começando com míseros canhões giratórios.

Enquanto essas montagens apresentavam defeito na posição traseira da RZ-1, cada RZ-2 possui estabilizadores refinados e muito confiáveis, podendo variar entre o arco dianteiro e traseiro. Uma bela ferramenta para combater naves que venham por trás.

O arco de sua torre somente pode ser modificado após execução de uma ação e, fazendo isso, a nave receberá um stress, forçando o piloto a escolher o alvo com muito cuidado. Uma piloto como Greer Sonnel, entretanto, é acostumada com pressão de pilotar uma nave tão veloz. Com isso, ela pode alterar seu arco após executar uma manobra, dando-a uma grande capacidade de controle sobre onde voa.

O “Refined Gyrostabilizers” é uma das várias melhorias que fazem a RZ-2 mais amigável para pilotos inexperientes, mas os pilotos da Resistência também vêem a confiabilidade melhorada da nave como um desafio para superar limites de seu desempenho. Um veterano de guerra como L’ulo L’ampar, por exemplo, não tem problemas ao testar suas possibilidades. Isso é identificado com sua habilidade, que permite rolar um dado extra quando está estressado. Nesta mesma situação, ele pode se tornar um alvo um pouco mais fácil. Como resultado, rola um dado a menos de defesa. Para reduzir esse risco, ele pode se beneficiar do “Primed Thrusters”. Esta melhoria técnica permite ao piloto com dois ou menos tokens de stress continuar a executar boost ou barrel rolls, garantindo flexibilidade necessária para reposicionamento.

Aproveitar a grande velocidade da RZ-2 pode dificultar manobras em algumas situações. Por isso a maioria dos pilotos se contentaria em manter distância entre a sua e outras naves. Zari Bangel, por outro lado, não tem dificuldades para atravessar tráfego intenso. Ela não perde ação por não executar uma manobra completamente, fazendo-a uma perfeita opção para demonstrar sua habilidade em meio a outras naves.

Ainda somos apresentados a uma piloto preparada para acompanhar naves mais lentas. Tallissan Lintra garante bônus defensivo para naves aliadas sob ataque. Quando um adversário, dentro de seu Bullseye, efetua um ataque, o defensor rola um dado extra de defesa (ao custo de uma carga).

 

Se existe a preocupação com seu atributo de dois de escudo e dois de casco, sempre poderemos contar com “Ferrosphere Paint”, para fazê-la ainda mais difícil de derrubar. A grande maioria de seus pilotos são hábeis em evitar o bullseye do adversário, fazendo com que este acabe recebendo stress em algumas situações.

É isso ai. Agora é aguardar o lançamento da nave e acrescentar mais força às listas da Resistência.

Até a próxima, e um abraço do Quaresma.

Fonte: https://www.fantasyflightgames.com

Deixe uma resposta