A Batalha de Glendale

Salve pessoal, aqui é o Lucas Quaresma, o Quaresmão da Massa…. E apareço para comentar sobre o resultado do último System Open antes da adequação de pontos para a Segunda Edição de nosso amado jogo, ocorrido em Glendale (Arizona), no final de semana de 26 e 27 de janeiro de 2019. O texto original pode ser acessado pelo link.

O que vimos, na ocasião, é que muitos pilotos tiraram vantagem das TIE/ca Punishers (principalmente RedLine), Boba Fett, Palob e Moldy Crow antes do (já esperado) aumento de pontuação. Como resultado, o Império Galáctico e a Escória e Vilania foram as facções mais bem colocadas. Dentre os 24 jogadores que se classificaram para o segundo dia (vencendo cinco ou mais partidas no primeiro dia), nove usaram o Império, enquanto seis estavam com a Escória.

Ao final, Philip Booth (voando Sontir Fel, “Whisper”e “RedLine”) se sobressaiu aos demais. Contando com elevada iniciativa, ordenança e agilidade, esta lista teve poder de fogo suficiente para superar todos os desafios. Esse foi, sem dúvida, um final adequado para uma lista que está “aposentada” pelas mudanças apresentadas pela Fantasy Flight nessa semana.

Curiosamente, a lista do segundo colocado ficou praticamente intocada após o anúncio do dia 28. Levado até o final por Ryan Fermer (também figurando no Top 4 por Dominick DiCarlo), a lista imperial formada por quatro Sigma Squadron Aces, cada uma equipada com Juke, provou ter poder de fogo suficiente para encarar as demais listas, perdendo apenas para Philip.

E o que “Um Novo Meta” significa para o esquadrão de Sigma Squadron Aces? Desde o final de 2018 até as primeiras semanas de 2019, vimos batalhas ferrenhas pela iniciativa, com grandes guerras por BID. Das oito listas do Top, somente a lista de quatro Sigmas e a lista Rebelde de Emmanuel Gambliel custou 200 pontos. As outras apresentaram busca por bid, com dois esquadrões com apenas 193 pontos.

Com as recentes alterações nos custos de melhorias como Supernatural Reflexes e Primed Thrusters, varias listas que utilizam essas ferramentas para vantagem de reposicionamento tiveram de repensar suas opções. Jogadores habilidosos podem ser capazes de alinhar suas naves contra adversários de iniciativa mais elevada. Será que isso significa que os Sigmas, com sua iniciativa Quatro, são o sinal do que está por vir? Ou veremos Aces saindo do topo do Meta, perdendo espaço para listas baseadas em boas defesas e Arc-Dodging?

Observando essa classificação, nos pegamos pensando se a Primeira Ordem teria condições de enfrentar as outras facções. Hart Shafer conseguiu chegar ao segundo dia (sendo o único dessa facção), utilizando três Upsilon-class Command Shuttle, acabou sendo eliminado pouco antes do Top 16. Esperamos que esta facção apareça mais em boas colocações do cenário competitivo com a alteração divulgada nessa semana.

Ao final, temos os oito primeiros colocados no evento se classificando para o 2019 X-Wing World Championship. Além disso, tivemos dois jogadores se classificando no Hyperspace Qualifier (passando invictos por essa etapa).

Em meio a isso tudo, podemos esperar um evento similar no Brasil? Quem sabe, classificando pilotos tupiniquins (quem sabe até da Terra do Pão de Queijo) para o Mundial!!!!

É isso ai…. Até a próxima, e um abraço do Quaresma

Deixe uma resposta